Para quem?

Para mulheres. Em primeiro lugar.

Mulheres em idade fértil, que queiram engravidar ou já estejam grávidas.

Para mulheres que tenham tido um bebé e precisem de apoio, seja na amamentação, seja na confusão de emoções, no desespero de noites sem dormir. Mulheres que sentem que lhes falta uma peça do puzzle, cuja vida não lhes faça sentido, que precisem de ser ouvidas, compreendidas e escutadas.

Para todas as mulheres que queiram um espelho onde esteja refletida a sua essência, onde possam ter um vislumbre da mulher sublime que são.

Para raparigas que queiram conversar sobre sexualidade, amores e medos. Ou o que quiserem

Para casais.

Para homens que não se sintam compreendidos no seu papel de pai, companheiros, na difícil tarefa de ser Homem nos dias que correm.

 

Luísa Condeço

 

Nasci no Ribatejo em Abril de 1971 e em 1991 vim viver e estudar para a Universidade de Évora. Aos 27 anos fui mãe do meu primeiro filho e nos primeiros anos de maternidade apercebi-me das dificuldades de ser mãe e da falta de informação que tive, desde a gravidez até ao parto e nos anos seguintes.

Fui fundadora da Associação Doulas de Portugal em 2005 tendo iniciado o meu trabalho como doula autodidata em 2002.

Fundei  a Rede Portuguesa de Doulas no facebook em 2012, grupo que reúne doulas de várias organizações e independentes, numa partilha franca e aberta sobre todas as questões relacionadas com este modo de vida.

Tenho formação em várias áreas mas o que mais me apaixona é mesmo a descoberta do mundo interior de cada mulher, nas suas experiências e vivências da maternidade e a construção e transformação de cada uma de nós, que se reflete no mundo que nos rodeia.

 

Ofereço uma gama completa de serviços na área da maternidade e educação para mulheres e famílias, que vão desde o apoio à concepção, gravidez, parto e pós-parto e à amamentação.

Leciono também cursos iniciais e avançados para doulas e formação em parto humanizado e métodos não farmacológicos para alívio da dor, para profissionais de saúde. Criei o Círculo de Fertilidade e o rosário da doula, dou apoio às camadas mais jovens em áreas como o sistema reprodutor e sexualidade nas escolas e grupos de pais com adolescentes.

Consultas on-line via Skype - luisa.condeco71


Ler mai

Videos relacionados com o meu trabalho anterior:

http://www.youtube.com/watch?v=buWOlpLgUGs&feature=related ainda na ADP, trabalho da RTP

http://www.youtube.com/watch?v=zKa3t1RfNXI&feature=relmfu video da doula Catarina Pardal sobre a associação que fundei com outras doulas.

 

CV resumido

Contribui regularmente para artigos das revistas Pais & Filhos, Bebé d’Hoje, A Nossa Gravidez, Nove Meses, entre outros.

Fundadora da Rede Portuguesa de Doulas em 2012

 Doula fundadora e formadora desde 2005 até 2011 da Associação Doulas de Portugal.

Palestrante no II Congresso de Humanização do Parto, organizado pela HumPar (2009)

Formação em Reflexologia na gravidez e parto (parte I) (2009)

Deu workshop sobre parto e sexualidade nas Sétimas Jornadas das Doulas de França, Paris (2009)

Educadora perinatal pelo GAMA (2007) e pela ANDO (2008 e 2009).

Formação com a parteira holística Naoli Vinaver (2007).

Desde 2007 que dá seminários sobre o tema "As doulas na Humanização do Nascimento" na Escola de Enfermagem de Beja aos alunos do 1º ano.

Formação em "Meios não farmacológicos para reduzir o stress e a dor no trabalho de parto", com Debra Pascali-Bonaro (2007)

Formação em doula para apoio no trabalho de parto pela DONA (2006).

Formação de doula com o Dr. Michel Odent (Paramanadoula) em 2004, Londres.

Doula autodidata desde 2002.

 

Currículo incompleto, para mais informações, contacta-me

doulaluisa_c@yahoo.com

 

A equipa

A equipa é dinâmica, ou seja, vamos alterando aspectos diferentes da formação, procurando novos rumos, aprendendo cada vez mais e convidando sempre mais gente a trabalhar connosco.

Temos o privilégio de receber terapeutas nos nossos cursos como a Xuxuta Grave e o Jason Baker. Profissionais de saúde como as parteiras Ana Ramos e  Lurdes Rodeia. Contamos também com o excelente trabalho da Drªa Ana Rita Espada, CAM e especialista em medicina chinesa.

 

Um breve resumo:

Trabalho com várias doulas na organização Rede Portuguesa de Doulas. As doulas Lídia de Matos,  Joana Branco,  Ana João Carvalho e A Catarina Gaspar.

 

Jason Baker, psicoterapeuta e doula, pai de 4 filhos. Desenvolveu a técnica de Nascimento Dinâmico (trabalho de regressão corporal relacionado com a gravidez, nascimento e primeira infância). Desde 1999 que trabalha com grávidas e recém-nascidos

 

Xuxuta Grave, Terapeuta Psico-corporal; Massagem Biodinâmica; Vegetoterapia;Trauma de Choque; Psicoenergética; Gestalt. Massagem de Som; Xamanismo; Coach Trainning; Instrutora de Kundalini Yoga(Treinamento Internacional de Professores de Kundalini Yoga KRI Nível I) http://maha-akal-xuxuta.blogspot.pt/

 

Lurdes Rodeia, renascedora, parteira holística, professora na Escola de Enfermagem de Beja, mãe de 3 filhas.

 

Ana Rita Espada (em construção)

Para além de outras colegas e parceiros.
 

 

Trabalhamos em conjunto com objetivos concretos:

 

Fornecer informação precisa e actualizada sobre a gravidez, parto, pós-parto, amamentação e cuidados com o recém-nascido baseado em evidências científicas.
Promover e divulgar o papel da doula no acompanhamento perinatal em Portugal, como uma frente de acção na humanização do parto e nascimento em Portugal.

Apoiar as mulheres e seus companheiros a viverem experiências de parto e pós-parto saudáveis, seguras, satisfatórias e enriquecedoras.

Promover uma boa saúde da grávida.
Diminuir a ansiedade e o stress desta.
Criar nas grávidas e casais que a doula acompanha,  sentimentos de competência e responsabilidade.
Reconhecer o parto como um evento natural e fisiológico, que faz parte da sexualidade feminina

Promover o parto respeitado dando a conhecer as opções existentes.

Promover uma boa auto-estima da mulher grávida.

Criar as condições necessárias para o melhor começo para o bebé.
Promover uma adaptação pós-parto mais tranquila.
Promover relacionamentos familiares saudáveis dentro de uma abordagem holística.

 

História do Projeto

Desde menina que sempre sonhei em ter filhos, uns 4 ou 5  como dizia, mas na verdade e após o nascimento do meu primeiro filho dei conta das dificuldades tremendas que passei, tanto no parto como no pós-parto. Depois de um parto induzido de 12 horas que resultou numa cesariana com anestesia geral, acordei para um mundo confuso e turbulento onde nada fazia sentido.

E não entendia porquê, afinal de contas eu estava inteira, o meu filho era saudável... E só cerca de seis meses mais tarde, com excesso de peso e deprimida dei conta que queria mais, mais daquele parto, daquela experiência que deveria ter sido sagrada, maravilhosa, que deveria ter sido um dos dias mais felizes da minha vida.

Comecei a pesquisar, a ler mais, a informar-me e descobri que cerca de 70% dos partos induzidos resultam em cesariana ou partos instrumentalizados (ventosa ou forceps - os chamados ferros) e que o meu tinha sido induzido, não por necessidade médica mas por conveniência do médico.

 

Daí, desse "clic" até à minha ida a Londres fazer o curso de doula com o Dr. Michel Odent foi uma descoberta diária de informações que eu desconhecia ou não me tinham sido oferecidas na minha preparação para o parto.

No ano seguinte, em Janeiro de 2005 eu, juntamente com a Carla Guiomar, juntámos um grupo de mulheres e plantámos a semente daquela que viria a ser a Associação Doulas de Portugal. Criei um blog http://doulasdeportugal.blogspot.com/ e a associação foi criada oficialmente algum tempo depois. Nessa associação dei formação para 150 doulas durante os anos que lá estive, e em 2011 saí, com sonhos que criar algo mais abrangente e global.

Em meados de Fevereiro de 2012 criei a Rede Portuguesa de Doulas no Facebook, que reúne doulas de várias proveniências.

De momento faço várias coisas, todas elas relacionadas com a mulher, com o seu protagonismo na vida privada mas também a nível mais global, pois acredito piamente que quando uma mulher se sente inteira, plena, satisfeita e feliz consigo mesma, que esta muda o mundo. A começar pelo seu mundo mais próximo, os seus filhos, companheiro(a), mas que depois se irá refletir em todas as pequenas coisas de que se fazem os dias em sociedade.

Porque eu mesma transformei a vida dos que me rodeiam, e sou mais feliz desde que olhei para dentro.

E acredito que também tu podes fazer a diferença na TUA vida.