Testemunhos de grávidas

 

O meu (...) faz dez anos e acima de tudo a pessoa que mais recordo neste dia és tu, quando me lembro do que teria acontecido sem a tua presneça na minha vida. Que grande e maravilhosa mulher se cruzou connosco e me deu a força que eu precisava para lutar por o que queria ter. Parabéns para nós e parabéns para ti.

Fátima

 

Nunca me vou esquecer do quanto me ajudaste quando eu mais precisei! Obrigada! :)

E. (apoio na amamentação)

 

A confiança que eu criei em ti nestes quase 5 (!) anos não se conquistam de uma forma qualquer ou instantânea e, para mim, só faz sentido ter-te a ti no nascimento da minha terceira filha. É algo muito forte, difícil de verbalizar mas em ti eu confio sem hesitar. Não consigo dizer isto em relação a nenhum outro profissional que me acompanhe ou tenha acompanhado ao longo deste tempo. 

S.

 

Querida Luísa

as minhas duas experiências de parto não teriam sido as mesmas sem a tua presença forte e constante ao meu lado sempre lembrando-me que eu era capaz. Isso não tem preço. Obrigada!

C. P.

 

Não tenho palavras para expressar a minha gratidão e mais ainda! Para dizer que tu, ao contrário que muita gente pensa, não influencias, não orientas, tu mostras as opções e estás lá para aquilo que eu escolher. EU. Isso não tem preço. Tu lembraste-me que eu existo e posso escolher.

Terás sempre a minha porta aberta, a nossa porta.

Um abraço no teu coração

Paula

 

Tu sabes Luísa

Que fazes um trabalho maravilhoso.
Que fazes a diferença para muitas mães.
Que és uma luz ao fundo do túnel.
Que és doula = esperança de um nascimento humanizado neste país.
Que mesmo em condições difíceis, como por ex. um nascimento num hospital, tu és o toque humano que ali está, a Voz da mãe, a presença que faz toda a diferença para ela e que a ajuda a receber de forma mais digna e humana o seu filho.
O teu trabalho dá muitos frutos e deixa uma lembrança mais doce de um momento único na vida de uma mulher – a altura em que pare um filho.
Esse momento é recordado ao longo dos anos, nunca esquece.
Tu contribuis para que esse momento seja diferente e melhor!
Um grande abraço

Virgínia Mascarenhas.

 

Chamo-me Berta, tenho 28 anos, o meu marido Carlos tem 27 anos e temos um bebé de 6 meses.
A partir dos 6/7 meses comecei a ser acompanhada pelas Doulas Ângela Coelho e Luísa Condeço.
O trabalho das doulas foi muito importante para nós, transmitiram-nos muita confiança, certezas e carinho. Estavam sempre disponíveis e prontas para dar respostas às nossas dúvidas e curiosidades, antes e depois do nascimento do nosso filho e até mesmo durante o trabalho de parto.
Na minha opinião todas as mulheres que estejam grávidas deveriam ter a oportunidade de serem acompanhadas por uma doula para aproveitarem ao máximo a gravidez e o nascimento (sendo este momento muito importante tanto para nós – mãe – como para o bebé).
O mais importante no trabalho das doulas é o apoio pelas decisões que tomamos e o respeito pela nossa privacidade.
Tenho muito que agradecer às doulas, que fazem um trabalho maravilhoso.
Ângela e Luísa, a família Jesus admira-vos e nunca vos esquecerá.

Berta

 

 

Eu nunca pensei direito no significado da palavra doula... na verdade, no meu começo aqui, achei que a doula era uma pessoa meio dispensável porque ela não saberia fazer um parto. Estou sem vergonha de dizer isso, porque confessar o tamanho da minha ignorância é a melhor forma de eu engrandecer o que tive aqui com as minha AMADAS doulas Luisa e Carla.

Eu vi a Luisa uma vez antes do meu parto, e a Carla fui conhecer na noite anterior. Era possível que algum laço de amor, afeto e amizade se formasse entre nós em tão pouco tempo?

Essas duas mulheres mostraram um amor incondicional a mim, ao meu bebê, ao meu marido, ao meu filho Caio. Elas vieram de mansinho... pisando devagarinho, pra saber até onde poderiam ir... Elas dirigiram cento e tantos kilometros, deixando em casa maridos, filhos e todo resto, para estarem comigo aqui de madrugada, me acalmando e me tranquilizando... elas se doaram a mim e a minha condição, sem pedir nada em troca... tudo e somente o que elas queriam é que "desse certo".

Elas foram a minha mãe, as minhas irmãs, as minhas amigas e mais um tanto de gente que ficou no Brasil...

Elas me fizeram sentir que eu era capaz, e que elas estariam comigo em qualquer decisão que eu tomasse. Elas podiam guiar o carro até o hospital, ou aparar o Enzo em suas próprias mãos, se a parteira não chegasse... era só eu pedir.

A Luisa, minha doula oficial, deve ter um pé aqui na terra, e outro lá na comunidade dos anjos do céu... tem o olhar mais cheio de tranquilidade que eu já vi na vida. Se ser doula é um dom, ela certamente nasceu repleta dele. Espero que as mulheres dessa terra acordem logo para o parto humanizado e possam se permitir desfrutar desse amor que ela carrega... porque ela transborda carinho e atenção... ela é um presente dos deuses para essa turma de mães "escravizadas" pelo sistema. Foi um privilégio tê-la comigo!

(...)

Luisa e Carla, estarei sempre aqui, com portas e braços abertos para toda ocasião... eu nunca vou conseguir retribuir o bem que me fizeram... mas saibam que a minha família agora também é suas. Fiquem por perto sempre que desejarem. E saibam que estar com vocês vai ser sempre uma forma de reviver o nosso re-nascimento.

Um abraço forte, daqueles que a gente sente o coração da outra pessoa batendo!

Waleska Nunes, Mãe do Caio (6 anos - cesariana) e do Enzo (3 dias - parto natural, em casa)

 

Tive conhecimento da existência das doulas enquanto procurava uma preparação para o parto.
Só quando conheci a doula Luísa soube realmente o que era o trabalho de uma doula.
 

Iniciámos o acompanhamento por volta das 30 semanas de gravidez. Eu e o meu marido tínhamos encontros regulares com a doula Luísa onde expunhamos as nossas dúvidas e receios que ela prontamente esclarecia. Para além disso a doula Luísa esteve sempre disponível via e-mail e telemóvel a qualquer hora do dia ou da noite.(...)

Depois de uma gravidez fantástica sem qualquer tipo de problema ou preocupação, uma preparação para o parto acompanhada pela doula Luísa e o trabalho de parto também acompanhado pela doula onde sempre fui tratada com respeito e carinho, chego ao hospital e toda a preparação anterior cai por terra e no seu lugar aparece a dor e a revolta de um tratamento indigno.

O acompanhamento pela doula durante a gravidez foi essencial para que eu pudesse viver a minha gravidez de uma forma bastante saudável e informada. Creio que se não fosse a assistência da doula Luísa durante a gravidez o meu filho não teria nascido no dia 23, como a natureza determinou mas no dia 9 de Novembro, data em que a minha médica queria que eu fizesse um parto induzido. Opção que nós recusámos precisamente porque estávamos informados dos riscos e consequências inerentes a uma indução de parto.

Já no pós-parto o acompanhamento pela doula continuou e posso dizer-lhe que foi determinante no sucesso da amamentação e no facto de eu não ter caído em depressão pós-parto.

Assim que regressei do hospital a doula Luísa veio visitar-nos, trouxe-nos uns bolinhos e uma prendinha para o Alexandre, conversámos e estas visitas repetiram-se nos momentos mais críticos sempre que precisei.O trabalho das doulas é fantástico!

Lídia Matos

 

 

Sabe muito bem saber-te desse lado. E tu conheces-me tão bem e pareces que me adivinhas os estados de alma e do corpo, na tua incrível sabedoria divina, única e poderosa, que me dá imensa segurança.

Sónia